3 reflexões necessárias sobre o filme Capitão Fantástico que você precisa considerar


"Ben (Viggo Mortensen) tem seis filhos com quem vive longe da civilização, no meio da floresta, numa rígida rotina de aventuras. As crianças lutam, escalam, leem obras clássicas, debatem, caçam e praticam duros exercícios, tendo a autossuficiência sempre como palavra de ordem. Certo dia, um triste acontecimento leva a família a deixar o isolamento e o reencontro com parentes distantes traz à tona velhos conflitos."

Quantas críticas a respeito desse filme eu ouvi! Confesso que, algumas, não foram boas. Mas, calma! É justamente por essa razão que eu não poderia deixar de escrever sobre Capitão Fantástico e, certamente, indicá-lo a você. Não posso me comparar com críticos cinéfilos, mesmo porque isso não me compete. Mas, posso falar a respeito do que senti e dos impactos que tive com esse longa.


Não! Também não quero falar sobre questões políticas e ideológicas, até mesmo porque vários críticos já se propuseram a isso. Eu vim falar mesmo sobre sentimentos. Sobre sabedoria. Sobre reflexão e inspiração, que são, de fato, as coisas sobre as quais mais gosto de falar na vida.

Posso afirmar, sem titubeios, que refleti sobre algumas questões. Hoje, trago para vocês os 3 assuntos sobre os quais pensei bastante depois de assistir ao Capitão Fantástico. Vem comigo?

IDEIAS QUE COMPRAMOS.

Entre os três insigths que o filme me trouxe, o mais forte deles é esse: compramos ideias a todo tempo. Com "comprar ideias" quero dizer o seguinte ... Aprendemos, de algum modo - e ainda que pareça absurdo - a desaprender. Desaprendemos a cuidar de nossa mente, de nosso corpo, de nossa alimentação e de nossos relacionamentos, muitas vezes, pela influência que a sociedade (aqui também chamo atenção para a mídia) exerce sobre nós. Através do contexto e cenário do filme, estar em contato com um mundo em que as pessoas "fazem com as próprias mãos" - comem, bebem, treinam, estudam e pensam - causou em mim uma boa sensação de despertar. Despertar para o fato de que, sim, eu posso criar as minhas próprias ideias ao invés de comprá-las. Eu posso dizer não ao que vem de fora e ao que eu não acredito. E, então, eu posso começar a construir o que acredito.

O SUPORTE FAMILIAR.

A relação entre a família parece ser - se não é - o ponto emotivo central do filme. Uma família - mãe (?), pai e seis filhos - vivem e se deparam com ideias que divergem entre si. Ideias essas que, muitas vezes, podem causar estranhamento ao público que não se mantiver aberto à proposta do filme. Porém, existe nessa família - guiada pelo Capitão Fantástico - um fio condutor que os une e equilibra: a sinceridade. Pura e absoluta. Ben não esconde nada de seus filhos. Nenhuma resposta lhes é poupada. Eu, particularmente, acredito que onde há sinceridade, onde a franqueza é a base de tudo, dificilmente as coisas podem dar errado. Prefiro acreditar.

RESPEITO DE VALORES.

Ficou clara para mim - obviamente, sob a minha perspectiva - a mensagem de "o quanto é difícil para nós aceitarmos os valores de outras pessoas". Ben, seu sogro e outras personagens são prova disso. Pessoas muito diferentes uma das outras, as críticas que manisfestam são ferrenhas, intensas, radicais, eu diria. Mas, na vida, não é isso mesmo que acontece? Julgamos os valores das outras pessoas como se a nossa verdade fosse única e absoluta. E a gente, por vezes, se esquece que existem muitas verdades no mundo. Eu poderia dizer que o final do filme foi um exemplo singelo de que é preciso um pouco de equilíbrio para alçar vôos maiores e mostrar o quão valiosa é a SUA verdade. Equílibrio é a palavra!

Bem, tentei não ser objetiva demais para fugir de spoilers. Também não me estendi em detalhes técnicos, visto que há uma porção de conteúdos assim disponíveis online. Peço desculpas se pequei nesse quesito. Enfim, eu gostaria muito que a gente pudesse conversar mais um pouquinho sobre esse filme. Se você o assistiu, me diga se concorda com as ideias que trouxe até aqui. Se ainda não o assistiu, espero que posso ter inspirado você a vê-lo. Nos vemos em breve?

"Somos definidos por nossas ações, não por nossas palavras." 


O que estupro significa?

Ninguém vai aparecer magicamente e salvar você no final.
Trate-a com respeito e dignidade mesmo que você não a ame.


Ps.: Cuidado com as críticas totalmente políticas que encontrar na internet a respeito de Capitão Fantástico. Você pode pensar por si mesmo, não se esqueça! ❤


Beijos e até!
Laysla Fontes

Este posto foi escrito pela nossa colaboradora Laysla Fontes!

Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

0 comentários:

Postar um comentário



@Instagram - mayeosvicios

Posts recentes